Este site tem o apoio da UCI União de Créditos Imobiliários
As 7 chaves do Crédito Habitação
As 7 chaves do Crédito Habitação

As 7 chaves do Crédito Habitação

14 dez 2015

Tudo o que precisa de saber para aprovar o seu Empréstimo

Para ter êxito na compra de casa é muitas vezes necessário também ter êxito na aprovação do Crédito Habitação. Por isso, se está a pensar comprar casa e necessita de financiamento, o melhor mesmo é recorrer o mais cedo possível ao aconselhamento de um Especialista em Crédito Habitação. Quanto mais cedo o fizer no seu processo de compra de casa, melhor, pois uma boa descoberta da operação poderá permitir encontrar a solução de financiamento mais adequada às suas necessidades, tornando o processo de crédito muito mais simples e rápido. 

Por outro lado, quando um cliente conhece bem os passos do Crédito Habitação, a documentação necessária, os custos associados à aquisição e as suas reais possibilidades de compra, torna-se mais fácil selecionar um imóvel adequado à sua capacidade de endividamento, é mais fácil escolher um produto de Crédito Habitação adequado às suas necessidades financeiras e mais facilmente se consegue concretizar a compra da casa. 

Quando comprar casa e contratar um Crédito Habitação não se esqueça que está a assumir um encargo para a vida, ou pelo menos para um longo período de tempo.

Assim, se está a pensar comprar casa e necessita de financiamento, aqui estão os sete aspetos que deve ter em conta e que as Instituições Financeiras mais valorizam quando analisam um processo de Crédito Habitação: 

1. Estabilidade dos Rendimentos. Este é um dos aspetos essenciais na concessão de Crédito Habitação – que os titulares possam cumprir com o pagamento da prestação mensal, inclusivamente num cenário em que as Taxas de Juro subam. O princípio, de acordo com uma política de Crédito Responsável, é que após o pagamento dos encargos com a Habitação (prestação de crédito e seguros) o agregado familiar fique com um valor remanescente que lhe permita fazer face aos restantes encargos do dia-a-dia. Por norma, o encargo com o Crédito Habitação não deve superar os 35% ou 40% do rendimento do agregado familiar.

Para apurar o rendimento do agregado familiar a Instituição Financeira considera os rendimentos fixos dos titulares e que possam ser comprovados. Rendimentos pontuais como prémios, comissões e outros rendimentos extra podem deturpar a real capacidade financeira dos clientes, por isso, geralmente não são considerados na sua totalidade.

DICA: Quando apresentar o seu caso a uma Instituição Financeira procure reunir o máximo de documentação e informação possível e que comprove os rendimentos fixos e variáveis do agregado familiar. Recibos de vencimento que comprovem a regularidade de rubricas e os vencimentos extra, extratos bancários a comprovar a entrada na conta dos valores extra ou outros comprovativos que comprovem a regularidade dos rendimentos, vão ajudar a determinar a real capacidade de endividamento.

 

2. Estabilidade Profissional. Este é outro aspeto essencial da análise do risco no Crédito Habitação e sobre o qual todas as Instituições Financeiras baseiam a sua decisão. Para cumprir com as responsabilidades de Crédito e com as prestações mensais é essencial que os clientes deem garantias à Instituição Financeira de possuir estabilidade profissional. Assim, fatores como a antiguidade na empresa, o tipo de contrato de trabalho, a qualificação da profissão ou a dimensão da empresa são fulcrais para definir a estabilidade profissional.

Da situação mais dificilmente financiável (desempregados) até à situação ideal (funcionários efetivos em grandes empresas e com antiguidade) pode-se dizer que a definição do perfil dos clientes é muito influenciado pela sua situação profissional e pelas perspetivas de futuro no emprego. Situações profissionais que revelem maior estabilidade profissional tendem a ser positivamente valorizadas face a situações que revelem menos estabilidade, como contratos de trabalho a termo certo, recibos verdes ou existência de pouca antiguidade na empresa.     

DICA: Solicite à entidade empregadora uma declaração que ateste a data de entrada na empresa e o vínculo laboral atual com a empresa. 

 

3. Envolvimento na Operação. Longe vão os tempos em que o financiamento para aquisição de habitação era concedido a 100%. Atualmente é imprescindível o envolvimento dos clientes nas operações de Crédito Habitação o que pressupõe que quem quer comprar casa invista algum capital proveniente da sua poupança. Essa capacidade de poupança e a quantia que os clientes aportam para a operação são aspetos muito relevantes e que pesam na análise de risco da operação.

DICA: Se está a pensar comprar casa nos próximos meses considere começar a colocar algum dinheiro de parte para investir na compra ou, por exemplo, suportar as despesas. Saiba que quanto maior for a entrada com capital próprio na operação, ou seja, quanto menor for a percentagem de financiamento face ao valor de compra do imóvel, melhores poderão ser as condições financeiras apresentadas pela Instituição de Crédito. Se procura um spread mais baixo, então está é a melhor forma de o conseguir.

 

4. Taxa de Esforço e Rácios de Endividamento. Estes são os dados onde se materializa a capacidade de endividamento dos clientes e se determinam se os encargos assumidos representam uma percentagem lógica e coerente face aos rendimentos do agregado familiar e as restantes despesas/encargos desse agregado. Geralmente são estes dois dados – o peso que o encargo com o Crédito Habitação representa no rendimento total (Taxa de Esforço) e o rendimento disponível após o pagamento das responsabilidades de crédito com a habitação – que determinam a viabilidade de um Empréstimo.

DICA: Procure selecionar imóveis para os quais o montante de empréstimo necessário seja coerente com a sua situação financeira. Antes de escolher um imóvel procure saber junto de um especialista em Crédito Habitação qual é o valor de prestação correspondente ao empréstimo que necessita para adquirir esse imóvel, se esse encargo é suportável pelo seu agregado familiar e se a Instituição Financeira está disposta a assumir o risco dessa operação. Se vai necessitar de financiamento para a compra, de nada vale estar a ver imóveis acima da sua real capacidade de endividamento e que depois não pode adquirir, ou que se podem transformar num encargo insuportável para o seu agregado familiar.

 

5. O Projeto dos Clientes. Uma vez analisada a situação profissional dos clientes é imprescindível conhecer alguns aspetos relacionados com o projeto de compra dos clientes. Porque motivo estão a comprar casa, qual é o destino da habitação, qual é a composição do agregado familiar, qual é o estado civil dos proponentes, as suas idades, o seu histórico bancário e o seu comportamento passado noutros compromissos de crédito. Estes são alguns aspetos que também são analisados.   

DICA: Procure explicar e enquadrar bem o seu caso e todos os pontos fortes a seu favor. Um Crédito Habitação é uma relação a dois, entre cliente e Instituição Financeira, por isso, é importante estabelecer uma relação de confiança e de transparência que conduza ao envolvimento de ambas as partes no negócio. Se a Instituição Financeira o conhecer bem e ao seu projeto será mais fácil defender a operação durante a análise de risco.

 

6. O Imóvel a Adquirir. O imóvel é a garantia para a Instituição Financeira relativamente ao montante de Crédito concedido. Minimizar os riscos nos casos em que o Banco tem de retomar o imóvel quando os clientes não conseguem cumprir com os seus compromissos, obriga a que além do valor de mercado do imóvel sejam tidos em conta uma série de outros fatores. Assim, a localização, a tipologia, o estado de conservação do imóvel, as características urbanísticas, o mercado imobiliário circundante, o valor dos imóveis semelhantes à venda são alguns dos dados que hoje em dia podem condicionar a viabilidade do Crédito Habitação.    

DICA: Certifique-se que o imóvel que está a adquirir possui um valor de mercado justo, que o seu preço é competitivo face a outros imóveis semelhantes à venda na mesma zona, que se localiza numa zona com potencial imobiliário e que a casa que está a adquirir está em boas condições. Além de ser importante para a determinação do valor do imóvel que vai servir de garantia para o empréstimo, se um dia quiser vender esse imóvel, terá maiores garantias de recuperar o seu investimento ou, pelo menos, que o imóvel não desvalorizou consideravelmente.  

 

7. Os Reforços Necessários. Por fim, quando algum dos aspetos anteriores não é de todo favorável na análise de risco, é possível reforçar a operação com algumas garantias adicionais, como a apresentação de fiadores ou de uma garantia imóvel adicional. Estes reforços diminuem o risco da operação e demonstram maior envolvimento por parte dos clientes, o que representa um aspeto positivo na análise de risco. No entanto, estas garantias adicionais não devem compensar situações em que os titulares não possam fazer face com os seus rendimentos ao encargo que estão a assumir. 

DICA: Caso seja necessário, procure reforçar a operação com fiadores ou até mesmo com um imóvel de familiares que possa ser dado como garantia do empréstimo. Mas não se esqueça que deve ser o primeiro a adotar uma atitude responsável, procurando um imóvel e um montante de financiamento ajustado à sua situação financeira e às suas reais possibilidades.

 

Conclusão: 

Quando comprar casa e contratar um Crédito Habitação não se esqueça que está a assumir um encargo para a vida, ou pelo menos para um longo período de tempo. Os imprevistos acontecem, a família cresce e surgem novas necessidades e custos durante o percurso. A casa é um bem essencial, é o lar da família e um importante investimento, mas é preferível ter uma atitude conservadora e pedir um empréstimo abaixo da capacidade máxima de financiamento, que permita viver sem sobressaltos e sem sacrificar o estilo de vida. Uma boa decisão deste investimento, pode significar muitos anos de tranquilidade no novo lar.

Se este tema lhe interessou, talvez também esteja interessado no nosso artigo “Como é que o Banco o o vê?”. Se pretender obter uma Qualificação Financeira para Compra de Casa, o CréditoHabitacao.com coloca à sua disposição o aconselhamento de um Especialista em Crédito Habitação da UCI – União de Créditos Imobiliários, que poderá prestar-lhe um aconselhamento mais especializado e analisar o seu caso. Para isso basta clicar aqui

Este artigo foi útil?
Partilhe o artigo!
Ver Também
Blogue
Outras Dicas e Conselhos sobre
Crédito Habitação
Como é que o Banco o vê?
Como é que o Banco o vê? Aqui está um road map para o ajudar a perceber como é que pode ser um candidato mais apetecível... Leia mais
O Crédito Habitação em 6 passos
O Crédito Habitação em 6 passos A formalização do Crédito Habitação é, sem dúvida, um dos passos... Leia mais
As 7 chaves do Crédito Habitação
As 7 chaves do Crédito Habitação Tudo o que precisa de saber para aprovar o seu Empréstimo Leia mais
Proteger o Crédito Habitação (Seguros Obrigatórios)
Proteger o Crédito Habitação (Seguros Obrigatórios) Está a pensar Comprar Casa? Conheça os Seguros obrigatórios e como é que eles podem... Leia mais
Mais sobre Crédito Habitação
Outros artigos do Blogue sobre
Crédito Habitação
Contratação de Produtos para baixar o Spread
Contratação de Produtos para baixar o Spread Subscrever produtos é um bom negócio para o seu Crédito Habitação?  Leia mais
Transferência de Crédito: Vale a pena mudar?
Transferência de Crédito: Vale a pena mudar? Se já tem Crédito Habitação poderá fazer sentido saber se existe vantagem em... Leia mais
Seguros Não Obrigatórios do Crédito Habitação
Seguros Não Obrigatórios do Crédito Habitação Conheça os Seguros não obrigatórios do Crédito Habitação e como é que... Leia mais
Taxas de Juro negativas! O que acontece?
Taxas de Juro negativas! O que acontece? Como será calculada a taxa de juro da prestação se a tendência negativa da Euribor se... Leia mais
Obrigações do Banco e do Cliente
Obrigações do Banco e do Cliente Está a pensar contratar (ou já contratou) um Crédito Habitação? Já sabe quais... Leia mais
Ver Todos
Faça aqui a sua Simulação de Crédito! Escolha uma opção. Calcule a sua Prestação faça uma SImulação de Crédito ou submeta o seu Pedido de Empréstimo Online.
Com o apoio:
UCI União de Créditos Imobiliários
Fale com um<br/>Especialista Fale com um
Especialista
Colocamos à sua disposição uma equipa de especialistas em Crédito Habitação para analisar o seu caso. Sem qualquer compromisso ou custo inicial. Pedir Contacto
Partilhe comentarios amigo
Tudo sobre Crédito Habitação
Recomende este artigo aos seus amigos
Basta preencher o formulário.
O seu Nome
 
O seu E-mail*
   
O Nome do seu Amigo*
 
O E-mail do seu Amigo*
   
Mensagem
*Campos obrigatórios
 
Fale com um especialista
Fale com um especialista
Consultório
de Crédito Habitação
Tem dúvidas? Envie-nos a sua pergunta que nós respondemos.
A sua pergunta *
 
O seu Nome *
 
O seu E-mail *
   
Está a pensar comprar casa nos próximos 6 meses? *
 
* Campos obrigatórios
 
Consulte os Termos e Condições de Utilização
Fale com um especialista Fale com um Especialista
Preencha com os seus dados e um especialista em Crédito Habitação da UCI, União de Créditos Imobiliários, entrará em contacto consigo para analisar o seu caso. Sem qualquer compromisso ou custo inicial
O seu Nome*
 
O seu E-mail*
   
O seu Telefone*
 
Está a pensar comprar casa nos próximos 6 meses?
 
*Campos obrigatórios
 
x
O nosso website utiliza cookies próprias e de terceiros para ajudar a melhorar a sua experiência de utilização. Se continuar a navegar no website, entendemos que aceita a utilização dessas cookies. Esperamos que esteja de acordo. Pode obter mais informação sobre esta matéria, através da nossa Política de Utilização de Cookies. Política de Utilização de Cookies.
Tratamento de Dados Pessoais

Ao preencher um formulário no www.creditohabitacao.com e selecionar a opção “Aceito o Tratamento de Dados Pessoais” o utilizador aceita o tratamento dos seus dados pessoais. Este tratamento destina-se, exclusivamente, ao estabelecimento de relações comerciais e promoção de produtos entre os utilizadores e o www.créditohabitação.com, ou as sociedades que com o www.créditohabitação.com estejam em relação de domínio, de parceria, de Grupo ou que atuem por intermédio do www.créditohabitação.com em regime de subcontratação, autorizando neste sentido o www.créditohabitação.com a utilizar e comunicar às entidades referidas os dados pessoais recolhidos. Sem prejuízo do anteriormente referido, será mantido o sigilo absoluto sobre toda e qualquer relação com os utilizadores respeitando a legislação em vigor.

O Titular dos dados pessoais têm direito a aceder e conhecer os dados que sejam registados sobre si, sem demoras ou custos excessivos e, completar, retificar e eliminar, livremente e sem restrições, com periodicidade razoável, a informação a seu respeito constante das bases de dados do www.créditohabitação.com ou das entidades acima referidas, através de contacto pessoal, ou por comunicação escrita dirigida ao www.créditohabitação.com, enquanto responsável pelo ficheiro de dados pessoais. Os Titulares dos dados pessoais tem o direito de se opor, a seu pedido e gratuitamente, ao tratamento dos seus dados pessoais para efeitos de marketing direto, marketing de empresa ou de qualquer outra forma de publicidade, ou ser informados antes de os dados pessoais serem comunicados pela primeira vez a terceiros para fins de marketing direto.

O acesso, utilização ou registo no www.creditohabitacao.com implica a aceitação pelo utilizador das condições anteriormente referidas.